Sabia que ...

Sabia que ...

O carro que mudou de dono na grelha de partida


Os irmãos Kremer queriam que fosse Klaus Ludwig a fazer a partida, pois era o piloto da casa e tinha feito o tempo dos treinos. Os irmãos Whittington queriam ser eles a partir. Na discussão, um dos Kremer sugeriu que se quisessem fazer a partida que comprassem o carro.
Inicialmente Erwin Kremer pediu USD $375.000 porque mentalmente fez o câmbio entre marcos e dolares em regime de paridade. Refeitas as contas, o preço final em USD foi de $200.000.
No dia da corrida, pouco antes das 15h00, os americanos trouxeram uma mala com a quantia em notas e adquiriram o 935 K3, tendo estado Bill Whittington ao volante, no momento da largada.

Após a corrida o carro foi para os USA e esteve guardado perto de 30 anos sem manutenção. Foi recentemente restaurado na empresa de Bruce Canepa.

Uma curiosidade referente a este carro, é a existência de 2 vidros traseiros. Um fazia parte da carroçaria original e outro do kit K3, este foi o motivo que encontraram para contornar o regulamento que obrigava a manter os vidros na posição original e era omisso no resto. Até porque os "vidros" eram "plásticos".


Ricardo Grilo

Sportscar Portugal

Facebook