Sabia que ...

Sabia que ...

Granizo


A vitória do 375 Plus em 1954, com Maurice Trintigant e Froilan Gonzalez ao volante teve um episódio emocionante a 1 hora do final da corrida (no último turno de condução do francês), quando uma tempestade de granizo de abateu sobre Arnage.
A velocidade do carro, associado à violência da tempestade, fez com que as pedras de gelo entrassem pela abertura no capot para o motor. A temperatura do motor fez com que o gelo derretesse e a ignição apanhasse demasiada água, o que provocou a paragem do motor. Trintignant não sabia que existia na entrada de ar do motor um pequeno flap, activado ao lado do volante, que evitava que nestas situações a água entrasse. Algo penosamente o francês, que se encontrava encharcado no interior do 375, conseguiu levar o carro até às boxes, onde o esperava um Gonzalez seco. Pediu a este que finalizasse a corrida, no entanto ficou com receio que o carro não pegasse. Persuadiu então os mecânicos de que não partiria se não mudassem os distribuidores. Mudaram-nos e esta que poderia ser uma vitória descansada tornou-se num triunfo com só cerca de 4Km de distância para o 2º classificado (Rolt/Hamilton- Jaguar D). No final, Maurice Trintignant, reconheceu que aquela ignorância da existência do flap podia ter custado a vitória.


Manuel Taboada

FERRARI EM PORTUGAL Blogspot

Facebook