Sabia que ...

Sabia que ...

Howmet TX Continental (1968)


Ray Heppenstall imaginou-o, a McKee Engeneering construiu o chassis, com a carroçaria desenhada a partir do pára-brisas de um Porsche 906. A Continental Aviation forneceu as turbinas a gás (75 kg de peso, 400 cv ás 57.000 rpm) e, por fim, a Howmet, especialista em ligas metálicas para reactores e turbinas, pagou a conta e deu o nome.
Nascia assim o Howmet TX (.urbine eXperimental), o carro mais extraordinário que competiu no Campeonato Mundial de Marcas em 1968. E o mais interessante é que no mundial até andava muito bem, por norma sempre perto dos primeiros e chegou a vencer duas provas do campeonato do SCCA e conseguiu um 3° absoluto nas 6 Horas de Watkins Glen, a contar para o mundial de marcas.
A questão que se colocava na época era, como é que uma viatura movida a turbina de helicóptero podia alinhar no grupo 6, prototipos com mais de 2 litros. Tal só foi conseguido graças a uma fórmula complicada que no fim acabava por lhe atribuir uma espécie de cilindrada virtual de 2963 cc, 330 cv de potência.e uma sede insaciável já que era dos primeiros carros a parar. Já agora para acrescentar que os Howmet conseguiram o incrivel 3º lugar em Watkins Glen porque os Porsche 908 desistiram os três ou atrasaram-se irremediavelmente. Só para dar uma ideia, em 4º e 5º, atrás dos Howmet, lugar classificaram-se dois Porsche 906...


Ricardo Grilo

Sportscar Portugal

Facebook