Resumo da corrida

Resumo da corrida

 1983  1985 

Com um novo sucesso no seu activo, a Porsche igualou o recorde de vitórias da Ferrari. Mas isso não irnpediu que a marca estivesse oficialmente ausente pela simples razão de uma história de combustível.
 

No começo da temporada de 1984, a FISA (Federação Internacional do Desporto Automóvel) decidiu deixar de limitar a quantidade de combustível nas provas de resistência. Logicamente, o ACO (Automobile Club de I'Ouest) seguiu-lhe as pisadas para dar uma possibilidade aos preparadores que não possuíssem meios gigantescos para poderem aumentar o número de cavalos. Cada equipa podia assim gerir a mesma quantidade que no ano anterior, quando, há já alguns meses, se tinha afirmado que teria uma baixa de 15%. Dizia-se nos bastidores que era necessário tentar travar a hegemonia da Porsche, mas os 956, e depois a sua evolução 962, continuariam a reinar ainda durante muito tempo. A marca de Stuttgart tinha realizado uns ensaios espectaculares em Março no circuito Paui Ricard de Castellet. Com um trio de pilotos composto por Jacky lckx, John Watson e Jochen Mass, o 956 realizou tempos que o colocariam no meio da grelha de uma corrida de Fórmula 1.

Quando se anunciou esta alteração no regulamento, a fâbrica declarou que não iria a La Sarthe, e tanto mais que um McLaren acabara de vencer o primeiro Grande Prémio da temporada com o seu novíssimo fornecedor a saber... a Porsche.

Os Lancia, com o seu novo motor de 3 litros e 650 CV poderiam perfeitamente dar réplica ao construtor alemão, enquanto no Grupo C Junior encontravam-se quatro veículos com motor rotativo Mazda: os dois 727C e os dois Lola T616 que cortaram todos a meta. Os LC2 partiram muito depressa, o que deixou a ilusão de um combate encarniçado. De madrugada, Bob Wollek e Alessandro Nannini ainda lideravam a corrida, mas uma paragem na box permitiu a Pescarolo e Ludwig passarem para o comando para terminarem à frente de Rondeau que pilotava um 956. Só o Lancia nº 4 e o Lola nº ó8 conseguiram entrar no top ten monopolizado pelos 956. Os que queriam ver o construtor alemão arrasado ainda tiveram de esperar muitos anos...


Lendas de Le Mans
Planeta de Agostini
Facebook